Távola De Estrelas: Palco da minha vida

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

Palco da minha vida

Postado: Daniele Dallavecchia On sexta-feira, outubro 08, 2010 2 Carinhos de Luxo



Não há limites para a tristeza
no meu coração... É um fato!
Ciclo repetido com destreza
nesta vida, neste dia, neste palco.

O tempo feliz que nunca vem
faça chuva ou faça sol, o drama
é só meu e só a mim convém,
pés que nunca desatam essa trama.

Sangue derramado a cada luta,
lágrimas que lavam meu rosto,
e no fim melancólico desta labuta
o destino mostra-se tão indisposto.

Cessará um dia esta tempestade?
Quando, de mim, a dor se libertará?
O poder que trago na minha vontade
há de salvar o que resta ainda da vida.

2 Response for the "Palco da minha vida"

  1. Anônimo says:

    Vim até o seu blog para ver melhor a gravura e ler o texto ... os dois criam uma atmosfera comovente (isto é, são capazes de "mover com" ... os sentimentos, a sensibilidade ...). Tal qual esta imagem da gravura, teu eu-lírico há de se senti...r banhado em luz ... abduzido pela felicidade, mesmo que às vezes eu tenha a impressão de que ele sentirá saudade da tristeza, rs!!! numa espécie de lamento contente de si mesmo .... Mas uma coisa é certa teu eu-lírico encontrará o que procura, nem que tenha que jogar todas as palavras ao vento, rs!!! bjs

  2. Meu amigo, Vicente! Achou que não te reconheceria, né? Hello! Obrigada pelos teu inteligente comentário!!! Saibas que me dá muito incentivo!!!

    Te vejo no face!

    beijos!

Postar um comentário

Beijinhos