Távola De Estrelas: SAUDADE

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

SAUDADE

Postado: Daniele Dallavecchia On terça-feira, outubro 12, 2010 4 Carinhos de Luxo






Um louco querer despertou te buscando
nesta manhã de setembro primaveril.
Sou eu, além dos espaços, te chamando
em delírio, nos lençóis brancos, febril...

Pranto desvairado de saudade, sufocando
o peito que te guarda este amor pueril
e sigo os dias tristes, acordada, sonhando
vencer o mal que nos separa: distância vil.


Reescreve-me com teus versos e palavras,
afasta de mim as mazelas desta vida insana
leva-me para o teu mundo de poesia e luz.

Poupa-me os anos futuros destas amarras,
onde encontro-me frágil feito porcelana
só teu amor, meu destino incerto, conduz.

4 Response for the "SAUDADE"

  1. Eduarda says:

    Daniela,

    Que momento!

    Tanto o poema quanto o vídeo para aplaudir.

    bj

  2. Runa says:

    Um belo soneto, ricamente iluminado pela voz doce da Neila.

    Beijos

  3. Olá, Eduarda! Sim, foi um grande momento a Neila ter recitado meu poema, fiquei muito, muito feliz!!!! Obrigada pelo teu carinho e comentário!

    beijo grande!!!!!

  4. Olá, meu amigo poeta Runa! Prazer vê-lo aqui no blog. Obrigada pelo teu carinho e comentário!

    beijos

Postar um comentário

Beijinhos