Távola De Estrelas: Casulo

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

Casulo

Postado: Daniele Dallavecchia On quinta-feira, fevereiro 24, 2011 0 Carinhos de Luxo



Sim, tens razão!
Me guardei neste casulo,
depois de esfacelado o coração,
deixei de viver
e desaprendi todas as canções...
Morri nas cinzas das paixões,
que me abandonaram à própria sorte...
Preciso me abrir,
respirar novos ares,
conhecer outros lugares,
ser feliz, ir além...
Renascer, crescer,
voar com estas asas novas,
sem medo de ver o novo mundo...
Mas e se eu não conseguir?

Basta!

Estou farta de pensar,
farta do meu pesar,
farta de não tentar,
bom mesmo é sentir...
E se no final eu cair...
ao menos terei conhecido
a liberdade dos voos que são sonhos
e os teus olhos...

Daniele Dallavecchia, Só para os Irremediavelmente Tristes

0 Response for the "Casulo"

Postar um comentário

Beijinhos