Távola De Estrelas: A Relatividade Do Absoluto

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

A Relatividade Do Absoluto

Postado: Luiz Sommerville Junior On terça-feira, junho 07, 2011 6 Carinhos de Luxo

Penso em ti
naquele instante breve,
quando a extensão da luz,
clareia meus pensamentos,
afogado nos lamentos
das faces tristes que me vagueiam,
e no outro tempo
em que eu não penso,
ponho-me a sonhar contigo,
despertando
por um instante
eterno,
maior que a soma
de 
todas as lágrimas
que já choramos,
e é nessa hora que vejo 
flores despetalando aromas, 
enfeitando
nossa cama tão desejada,
e é então que percebo
a sutil canção
do bater de asas
de Anjos bailando,
abrindo-me a visão,
dum novo caminho,
nas quatro estações
deste nosso amor
que é vida!


Dueto: Luiz Sommerville Junior & Daniele Dallavecchia



6 Response for the "A Relatividade Do Absoluto"

  1. Will says:

    O fruto dessa bela parceria é tão doce e prazeroso. Vê-se isso no poema.
    Abç a ambos.

  2. Oi querida poeta! Sempre consegues transformar as nossas quatro mãos numa só! Ah, amada ,isso é lindo demais!
    Até já!
    Beijo!

  3. Gostei muito de estar aqui!

    Beijo para a Dani
    Abraço para o Luiz

    do ZÉ

  4. Wiil, é um prazer vê-lo aqui em nosso blog! Seja muito bem vindo! obrigada pelo teu comentário!
    abraços nossos!

  5. Olá, meu poeta lindo!Você sempre me dá a inspiração e incentivo e basta seguir teus versos para encontrar os meus... Te amo, my forever and ever Jordan de Danjor.

  6. Zé, querido amigo, e eu gostei muito de te ver por aqui. Obrigada pelo teu carinho sempre.
    Beijos e abraços nossos!

Postar um comentário

Beijinhos