Távola De Estrelas: Romântica

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

Romântica

Postado: Daniele Dallavecchia On domingo, junho 05, 2011 3 Carinhos de Luxo



Ó música celestial, 
vem e encanta meu coração,
distante da estrela maior 
que me é toda constelação.
Ó ventania que me 
arrasta a vida,
nas cordas
deste relógio
sem compaixão,
acelerai, acelerai,
os distraídos ponteiros,
antes que a chuva triste
deste amor distante 
me afogue 
num oceano de saudade.
Devolva-me o sorriso,
afasta de mim a fria mão
da solidão...
e se eu te cantasse 
a melodia dos anjos,
ordenarias aos deuses
me fizessem
uma nova canção?
Ó música, ó música,
faz minha vida rotação,
me deixa ver breve o sol,
diminui as minhas noites,
muda os eixos 
do meu mundo,
movimenta a minha sorte
para leste deste mar,
e deixa-me, 
deixa-me
por lá...

3 Response for the "Romântica"

  1. Querida... ai que emoção ... essa música me conduz até aquela roda estelar que não se cansa de rodar e brilhar no telhado do prédio cor-laranja que todos os dias, quando abro os olhos e olho através da janela, me beija e eu sei que esse encanto brilhante que dá a todos os meus dias a essência divina é o sinal sagrado do teu coração me dizendo - bom dia, meu amor!
    Se eu fosse poeta como tu, escreveria aqui e agora o único poema que vale a pena escrever, mas como sou destituído desse "engenho e arte" te agradeço esta ímpar poesia com duas palavras apenas:
    Beijo!Amo-te!

    Tem um dia muito feliz minha amada!

    (ah, se tu soubesses o muito que eu te amoo; o tanto que eu te desejo e quero - em adoração!)

    Teu, Jo

  2. meu Jo, meu poeta e amor, obrigada por estas flores em forma das mais belas letras. Como responder a este teu carinho? Só mesmo te cobrindo de beijinhos. Te amo muito! beijo, meu menino lindo!

  3. Dany sempre encanta-me, sempre emociona-me, sempre nós levas pra detrás dás arco íris,sempre encontro uma luz, pulsa uma voz, vejo vultos, consigo tocar na tua ternura, entrar na tua emoção e sento-me grata e eternamente recompensada pela onda de suavidade que entra pelos corpo, como se nascesse outra vez. que ventura amiga. nascer depois de tantos nascimentos e ainda sentir o sol.nascer nas tuas palavras.
    é mais que ventura. é paz. com isso chego sempre mais perto do amor que do amor brota.
    que este amor que quia-te seja pra sempre luz.paz. e continuidade.

    beijinhos minha linda. se o sol não sorrisse hoje tenho certeza que sorria-me amanha.

    e muita paz pra tua vida (pra os dois), que eu só vejo um.

    é...e a luz fazendo-se poesia, dentro da solidão da criação, ainda existe a porção ilusão, sonho...e tantos caminhos...

    um belo dia pra ti querida...

Postar um comentário

Beijinhos