Távola De Estrelas: "Quando Si è Qualcuno"

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

"Quando Si è Qualcuno"

Postado: Luiz Sommerville Junior On sábado, julho 23, 2011 5 Carinhos de Luxo
























Ao corpo
que antes foi apenas ave
mas é agora voo
agarra-se a tragédia
de todo o ser
enquanto não voava
era vida
que a muitos não prestava
porque os céus não alcançava
agora que neles é a asa
muito mais do que o leve animal
- é passaro, voo e céu -
continua sendo apontada
como uma caricatura
do mais perfeito avião
para muitos não passa
duma vida mascarada
para outros
é conteúdo igual
a qualquer um
o que salva a alma de Goethe
é o nome
verdadeiro ou não
o pássaro que joga ao chão
a máscara
do inimigo que o imitava
esse "empresário" que vota o tenor
ao inferno
para estrear a ópera do Diabo
não entende tal criatura a falsidade
do vestido ao qual vive aprisionada
nesse platonismo d´ inveja desenfreada
pretende no inverno da vida
a primavera duma noiva nunca desflorada
qual dia que está para nascer
e antes foi a morte da luz
ó escuridão sangrando na madrugada !
ó mentes levianas , olhai ,
prestai atenção :
o que tendes na mão
é o corpo cadáver
daquela...
ave ...
que outrora
não voava ...



Luiz Sommerville Junior , 170520110839



"Quem tem a sorte de nascer personagem vivo, pode rir até da morte. Não morre mais... Quem era Sancho Panza ? Quem era Dom Abbondio ? E, no entanto, vivem eternamente, pois - vivos embriões - tiveram a sorte de encontrar uma matriz fecunda, uma fantasia que soube criá-los e nutri-los, fazê-los viver para a eternidade!"
-Luigi Pirandello-


5 Response for the ""Quando Si è Qualcuno""

  1. Jorge e Daniele,

    Quanto desperdício, uma vida em flor de idade, ser consumida, ao que se supõe por produto tóxicos.Um néctar, meu Deus, com peso e medida,...e, tínhamos diva.
    Um abraço

  2. Meu lindo, meu Jo sentimental, não tenha mais preocupações, meu menino de olhinhos infantis, enquanto eu estiver ao teu lado, nada e nem ninguém irá te fazer mal, porque deus é conosco!...Deita aqui no meu colinho e esquece do mundo que te atormenta e deixa triste... Vem aqui dançar comigo nas pontinhas das sapatilhas encantadas...
    Te amo, mon bébé...demais...para sempre!!!!
    tua Danjor!

  3. Daniele,

    Agora, que o Jorge não nos ouve,rs, linda, poética,amorosa; "deita aqui no meu colinho", está o máximo.

    Um abraço grande, para apertar os dois.

  4. hahahaha, amigo Adriano, o Jorge é meu nenenzinho...rsrsrs, ele adora colinho, é muito mimado e a culpa é minha mesmo, eu adoro mimar o meu menininho..rsrsrs

  5. Marcela says:

    sem palavras
    só sentimento que não dá para descrever!

Postar um comentário

Beijinhos