Távola De Estrelas: Dezembro 2011

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

A Poeta , O Canto E O Júbilo

Postado: Luíz Sommerville Junior On quarta-feira, dezembro 28, 2011 5 Carinhos de Luxo


Canto-te , ó época que de mim és , ao perto !
sem intervalo , íntima que de tão perto me és eterna !
liga , de ti se faz a trança , estreita !
que não há lonjura em que eu não escute os sinos
do teu "te amo!",
ó claridade do rosto que me ressuscita , ó véu !
enviando-me o "eu te recebo",
em todas as minhas gotículas, sopradas !
à atmosfera azul de Deus , iguais !
ao vermelho que é vida do meu coração
por onde ... tu entras e sais ...
caminhando ...
na face-baunilha , doce !
sempre por dentro ...
do paraíso , amor !
que nas minhas veias transporta
o eterno regresso , incessante !
ó ...
nome , ó minha flor !
corpo da essência , júbilo
de ser teu



À Minha Dani , com amor


Távola De Estrelas e O Espírito Das Borboletas , 281220121114


Feliz Natal, mon amour JouElam

Postado: Daniele Dallavecchia On sábado, dezembro 24, 2011 4 Carinhos de Luxo


Obrigada, meu amor,
por ser aquele 
que me faz enxergar
um mundo mais belo, 
um mundo melhor.
Obrigada, meu amor,
por me proporcionar 
momentos únicos,
incrivelmente poéticos 
e repletos de beleza,
obrigada por me ouvir
quando eu preciso 
desabafar, desabar!
Obrigada por nunca 
brigar comigo, 
mesmo quando estou errada
e por ser tão compreensivo.
Obrigada por se transformar
no melhor que há em você!
Obrigada por fazer emergir
o melhor que há em mim,
obrigada por me permitir sonhar,
mesmo sabendo que, as vezes,
sonho demais...
Obrigada por me incentivar 
e por me segurar a mão,
quando me sinto perdida,
obrigada por ser minha proteção,
obrigada pela oração 
e, principalmente,
obrigada por ter me escolhido
para seguir a vida ao teu lado.

Te amo, mon bébé!

Feliz Natal!


para JouElam


Porque ... tu és o Natal da minha vida - a TI amada Dan

Postado: Luíz Sommerville Junior On sábado, dezembro 24, 2011 4 Carinhos de Luxo


Penso em ti

Postado: Daniele Dallavecchia On quinta-feira, dezembro 22, 2011 5 Carinhos de Luxo



Penso em ti
naquele instante breve,
quando a extensão da luz,
clareia meus pensamentos,
afogado nos lamentos
das faces tristes que me vagueiam,
e no outro tempo
em que eu não penso,
ponho-me a sonhar contigo,
despertando
por um instante
eterno,
maior que a soma
de
todas as lágrimas
que já choramos,
e é nessa hora que vejo
flores despetalando aromas,
enfeitando
nossa cama tão desejada,
e é então que percebo
a sutil canção
do bater de asas
de Anjos bailando,
abrindo-me a visão,
dum novo caminho,
nas quatro estações
deste nosso amor
que é vida!

JouElam & Daniele 06072011


Um Selinho Pra Você!

Postado: Luíz Sommerville Junior On segunda-feira, dezembro 19, 2011 48 Carinhos de Luxo

Selinho Távola de Estrelas

para os blogs premiados

em: Este Blog é um LUXO!



Selo confeccionado para prestigiar os amigos
blogueiros que são um Luxo!


(Click na imagem e copie o link ou baixe no seu pc e insira no seu blog)

beijos

Távola de Estrelas

by Jouelam & Dallavecchia


Original

Postado: Luíz Sommerville Junior On domingo, dezembro 18, 2011 9 Carinhos de Luxo

no amor
duas palavras terríveis
de tão belas
a palavra beijo
rebenta com tudo
força descomunal
A palavra mão
esta é tão essencial
que o beijo se multiplica
no corpo universal
dum só ser
sem igual
e... ainda há
uma terceira capital
cópula !
(escutando a luz nupcial dos astros ...)

JouElam , 31 Maio de 2011


As Palavras E As Pedras

Postado: Luiz Sommerville Junior On sábado, dezembro 17, 2011 4 Carinhos de Luxo


Escreveu o Poeta-Mor em cada partícula do universo :

- O meu tempo é o tempo todo
a herança que em vossas mãos entrego
é vinte e quatro horas de bocas .. .
beijando ...

Lembrai-vos que por cada pedra jogada
há uma uma eternidade de beijos
que
se
perdem ...





(C) Távola De Estrelas & O Espírito Das Borboletas , 171220111157




A inevitável inveja do ser

Postado: Daniele Dallavecchia On sexta-feira, dezembro 16, 2011 5 Carinhos de Luxo


Enquanto você gasta
o seu tempo
fazendo coisas para nos irritar,
exercitando a tua inveja,
roendo como rato
os nossos restos,
tentando de tudo
para nos provocar,
nós gastamos o nosso tempo
para estudar,trabalhar,
compor poesias,
dançar ao som de Aretha,
nos perdendo entre carícias
e desejos,
num céu de beijos
apaixonados,
realizando as nossas fantasias,
e nos amando,
ora como anjos,
ora como dois pagãos!

Daniele e Jouelam


O Melhor do meu Tempo

Postado: Daniele Dallavecchia On terça-feira, dezembro 13, 2011 4 Carinhos de Luxo



Houve um tempo
de tempestade
onde a chuva
que escorria dos meus olhos
adoeceu meu corpo frágil...

Sim, houve esse tempo...

Mas o sol acordou
em cima da minha janela,
despertou as flores secas,
vaso esquecido
no canto dos meus sonhos,
e os raios iluminaram
o meu rosto escondido.

Sim, chegou um novo tempo...

Tempo de rasgar
as cartas velhas e mofadas,
abrir a porta da rua,
brincar de seguir a lua,
sossegar no teu colo,
mexer nos teus cabelos
desfrutar do teu desejo,
esquecer de tudo nos teus beijos...

E se a minha escolha em ser tua,
pra sempre tua,
machucar a face negra
da vaidosa tristeza,
que assim seja!





Daniele Dallavecchia  12.12.2011


Os Relógios Não Sabem Nada

Postado: Luiz Sommerville Junior On terça-feira, dezembro 06, 2011 2 Carinhos de Luxo


Sim , és tu , a escolhida
de toda a minha vida
que eu jogo na crina dum corcel em fúria
toda a batida , todo o estrondo
todas as aflições deste meu coração
que viveu vazado por adaga ingrata
gritos que machucavam a água
silêncios que nas estrelas choravam
de sentimento negro, irmão duma guitarra , sem garra ,
em que eu por falha me entreguei à solidão
e aí me quedei ...
e ...
por mais sóis e luas que rodassem
a eternidade sem rumo era o que mais me magoava ...
mas ... subitamente ...


- quem és tu ? -
abri os olhos que os teus me lavaram
e dum lado ao outro
maior que todo o universo
mais brilhante que todas as galáxias
mais belo que a soma do filho com a mãe da qual nasce
o teu rosto ...
o teu rosto ... querida ...
de tão claro que a manhã o inveja
de tão perfumado que nenhuma flor se lhe compara
de tão verdadeiro ...
sim , amor , de tão verdadeiro
que é caminho redentor 
de todo o amor , escolhido ! 
assim , nessa tua voz que me purifica ,
dispo das minhas palavras toda a pobreza
inesperadamente : - enriqueci !
sinceramente , cumpre-me chorar , d´ alegria !
por amar(te)  senti em fé a mão de Deus
que a tua me entrega ...
este dia ...


Sim , sou fruto dos céus da tua determinação ,
sim , sou a escolha que fizeste em bendita hora
minha caminheira de todas as eras , 
és invencível no teu querer 
és indestrutível nas tuas batalhas 
E eis-me aqui no terreiro
a pegar orgulhosamente o teu brasão
convertido em fiel guerreiro
do teu coração 


(Os relógios não sabem nada , 
se soubessem ...
cada segundo deles imitaria a boca
dos meus lábios feitos minuto
pronunciando : amo-te ! ... 
na ponta do ponteiro que aprende
a hora do teu respirar)


À Dani com amor ... a estremecer de ternura ... por ti ! 
(nesta tremura que lembra aquela pequenina flor que tu tanto querias fotografar)


Teu , Jo , Sempre !




Luiz Sommerville Junior , 061220110701




Spring and the Dancer - by James Barber * O Video Da Semana *

Postado: Luiz Sommerville Junior On segunda-feira, dezembro 05, 2011 0 Carinhos de Luxo




*Sempre DS*SD* erpmeS*


O Teu Nome

Postado: Luiz Sommerville Junior On domingo, dezembro 04, 2011 2 Carinhos de Luxo




Já as palavras morriam
quando tu , ao longe ,
perguntavas à fortuna :
qual o nome da minha vida ?
Já as palavras morriam
quando eu na tua antípoda
(e em caída)
perguntava :
porque a minha vida não aconteceu ?
(num momento sublime o mar
cessou suas marés num milagre breve
- pausa nas inquietações !)
E , então , a tua boca abriu-se :
- quem é este ser que da carne (me) fala
como se de mim fosse todos os poemas que nunca li ?
A recuperar o fôlego de tão longo sono
ao qual eu de perdido me havia entregado
deparei-me com o palácio de todos os tempos
- que belo !
e quando fitei as minhas mãos trémulas
constatei que dele possuia todas as chaves ! ...
na mesa uma taça de vinho sorria-me ...
Já as palavras renasciam
e então ...
pela primeira vez ...
a (minha) vida acontece
para que eu escreva todas as poesias
que eu nunca escrevi
oferto-as a Deus
em gesto de graças pelo novo livro
que me abre
e no qual se destaca a beleza de sete símbolos
que com carinho feito de mil cuidados
eu proclamo como quem lê o Sermão Da Montanha :
- Daniele !
À Dani com amor
Luiz Sommerville Junior , 031220111144