Távola De Estrelas: Ao Poeta, meu amor!

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

Ao Poeta, meu amor!

Postado: Daniele Dallavecchia On quarta-feira, fevereiro 08, 2012 2 Carinhos de Luxo





Ó Riacho de águas puras,
letras majestosas
em beleza e formosura,
lavai esta terra minha
machucada,
e com as sementes do amor diz:
florescei, frutificai!...

E... eis as flores,
eis os frutos, eis a vida...
que me dás, meu amado.

És poesia nos versos, nos gestos,
nos lábios que te são celestial,
ó vestido nupcial
 que me enfeita a alma.

Que o verbo que vem da tua boca
seja sempre Vivo dentro de mim
e que as tuas mãos,
de linho mais nobre,
celebrem todos os dias
a conjugação
dos nossos corpos,
dança de par-perfeito
na bebida do nosso beijo,
vinho da mais deliciosa uva
brinde do amor em nós,
felicidade na vida,
nesta pureza
que são teus olhos
em mim



Daniele Dallavecchhia

Categories:

2 Response for the "Ao Poeta, meu amor!"

  1. Divino,parabéns.

    Beijo.

  2. Lindo!! O amor é a glória da criação, abençoado amor, bjs.

Postar um comentário

Beijinhos