Távola De Estrelas: São Tantos Os Muitos Que Não São ("Guerra dos Clones")

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

São Tantos Os Muitos Que Não São ("Guerra dos Clones")

Postado: Luíz Sommerville Junior On quinta-feira, junho 21, 2012 1 Carinhos de Luxo


Se fosse em pedra
a tela branca
onde esculpem letras azuis
ninguém apagaria
os sulcos vis
da poesia
que não tens
sobretudo
se fosse a rocha
aquela que do mundo é
sua mais elevada montanha
mas não és rochedo
és menos do que um grão
em desespero
por impossível - a imitação !

(limitação do que te é possível)







Luiz Sommerville Junior , 210620121656

Categories: , , ,

1 Response for the "São Tantos Os Muitos Que Não São ("Guerra dos Clones")"

  1. "sulcos vis da poesia"

    Detive-me demoradamente no inicio do poema
    uma impressiva imagem em poderosos versos

    abraço

Postar um comentário

Beijinhos