Távola De Estrelas: O Dia Em Que As Estrelas Choraram - Hiroshima 6 Agosto 1945

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

O Dia Em Que As Estrelas Choraram - Hiroshima 6 Agosto 1945

Postado: Luíz Sommerville Junior On segunda-feira, agosto 06, 2012 0 Carinhos de Luxo


Prólogo

Daquele solene minuto
que marcou os anjos nas suas asas
milhões de seres em perfeita normalidade, sonhavam ...
beijavam a bendita dádiva da madrugada
do dia que da vida a criança embalava
na doçura dos lençóis
os seres abraçados nos sóis entrelaçados
que no interior do calor a cintilar
germinavam nos ventres em cruz rosados
a perpetuar através dum instante
beijos d´ar nos poros a rasgar
as flores que no amor glorificam
o eternizar

Requiem

Mas , inesperadamente
como um ladrão violando a morada
no céu alastrou o fogo
que nos corpos a carne vaporizou
a chaga hedionda que gravou
fantasmas nas pedras da calçada
e , para quem não acredita
que o inferno é a Terra quando não amada
eis que o diabo naquele dia triunfou
duma só assentada
eis que suas chamas de laranja em implosão
rasgaram rios de sangue que secaram na barbárie
do leito profanado pela ciência ao comando
dos homens ao serviço do mais vil demando

De rastos , a verter pedaços do ser , - a desaparecer ! -
ele ainda tentou alcançá-la na janela
instantes antes de flores adornada
mas quando olhou - seus olhos queimavam por dentro do cérebro -
ainda vislumbrou entre o horror a sombra da sua amada
e num esforço descomunal murmurou, a falecer de dor :

- Hiroshima meu amor ...


Luiz Sommerville Junior , 080720111951

0 Response for the "O Dia Em Que As Estrelas Choraram - Hiroshima 6 Agosto 1945"

Postar um comentário

Beijinhos