Távola De Estrelas: Ao meu Poeta

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

Ao meu Poeta

Postado: Daniele Dallavecchia On sexta-feira, setembro 07, 2012 0 Carinhos de Luxo


 
Meu Poeta,
que verte pelas pontas dos dedos
o sal da vida,
o canto das sereias,
a lua azul e rara,
que canta louvores d'amor
que ora em frente as estrelas
os mais lindos versos...
Vem, deita sobre a minha alma
todas as flores que só tu tens
no jardim azulado do teu oceano
de encanto e magia,
e me leva para a tua mais íntima
morada, teu mais secreto tesouro,
e faz-me musa tua por toda a eternidade,
porque tu és o sol que me faz vida,
a noite que me adormece
e todas as manhãs que me fazem cantar
a beleza deste mar infinito
que é o nosso amor!

Daniele Dallavecchia, 01092012,01:09
 
Te amo demais,beijo na tua alma, meu marido, meu Jojó.

0 Response for the "Ao meu Poeta"

Postar um comentário

Beijinhos