Távola De Estrelas: Fevereiro 2012

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

A Pérola que nasceu do teu amor

Postado: Daniele Dallavecchia On quinta-feira, fevereiro 16, 2012 6 Carinhos de Luxo



Tua rede tem o bailado manso das nuvens
e tua voz a carícia dos sonhos bons,
Sou como criancinha nos teus braços:
sem medo, sem dor, sem dúvidas...
Teus dedos tocam serenatas d'amor
bordadas em letras de ouro
no livro do meu coração
e tua ternura é o perfume
que me envolve em graça.
Todos os dias ao teu lado
são tão doces e suaves
como canção de ninar,
porque o teu coração é puro
e teus olhos são a luz que me guiam
no mundo
e sei que não estou mais só.
Minha vida é a ave que se assenta
calma na palma da tua mão
desfrutando a paz que brotam dos teus dedos,
Ó amado, Ó amado, Ó amado
seja minha benção por toda a vida
e permita que eu seja a tua perolazinha,
aquela que descobriste escondida,
sozinha numa concha vazia de cor,
permita amado, que eu beba sempre
da tua eterna fonte de amor.

Eu te amo, meu homem sagrado!

Beijo da Tua dan

ps: Sei que meu poema não está a altura de responder ao teus lindos textos de amor, mas o que sinto, querido, é impossível para mim, expressar. Te amo tanto, meu doce amor, que até dói!

Feliz Aniversário do nosso amor!

*Sempre DS*SD ErpmeS*


A Rua Que Nasceu Do Teu Oceano

Postado: Luíz Sommerville Junior On quinta-feira, fevereiro 16, 2012 1 Carinhos de Luxo



Sabes , meu doce amor ,
quando fui criança, a rua carregava em seus ombros
os belos rios que a chuva de fevereiro
espalhava ao longo das alamedas povoadas de frondosas árvores,
na sua parte mais alta nascia o encanto duma viagem
construída pela imaginação de pequeninos Vasco´s da Gama
colocavam-se as canoas contruídas com as folhas em branco
dos cadernos escolares
que num ápice venciam as ondas rasas,
enxurrada dos céus,que rolavam desenfreadamente pela calçada
eu desatava a correr , seguindo com dificuldade, a rota delas ,
até ao ponto em que o caudal estreito se alargava
formando uma enseada, espelho d água, onde todos os navegadores
paravam maravilhados, em contemplação!,
por haverem conquistado no meio da tempestade
a sereninade, a paz de espiríto e a alegria
apenas ...
com um barquinho de papel ...

Se hoje chover... com páginas da Bíblia
erguerei" pescadores da barca bela"
 sobre todos os jardins que choram,
só para sentir o júbilo crescendo
no sorriso das plantas e flores
talvez eu precise de milhares de livros sagrados
pois duma só página deles quero
o pouco(inestimável) da lei maior
"o maior mandamento é o amor"
e assim , das caravelas que os professores
me ensinaram a construir ,
utilizando papel, cola e tesoura ,
se farão centenas de corações, pequeninos e frágeis ...
que são barcos rumando para o regaço de Vénus
que são formosura e delicadeza a caminho do esplendor
sim , eu sei , meu doce amor , amor perfeito,
que o papel do barquinho em tuas veias navega em forma de laço
será que Álvares Cabral sabia
que a blusa vermelha deste meu sangue
é pertença do teu querido peito?

Luiz Sommerville Junior(JouElam), 140220121014

À minha Dani , com amor, pela passagem de mais um aniversário
do nosso amor e por neste Dia Dos Namorados, sendo a minha mulher
és, acima de tudo, a minha eterna namorada.Obrigado querida.

Teu Jou



Glória da Criação - O AMOR!

Postado: Luíz Sommerville Junior On segunda-feira, fevereiro 13, 2012 3 Carinhos de Luxo





Fiz num dia
O poema duma hora
e nele não cabia
o minuto
que lhe fugia

Fiz num instante
tão breve, tão fugaz
do minuto dum poema
e nele nada mexia
tudo era tão quieto
que o levantar da criança
que nascia
caía ...

Então ...
fiz em todo o tempo
que eu vivi
o poema maior
aquele que é de ti
e nele apenas inseri
o teu amor que é o raio de meu sol
que nasce na fonte cristalina
do teu olhar mais belo
que uma ave sorrindo
sobre as mais altas montanhas
e súbita e serenemanete ...
no poema duma hora
que um dia eu escrevi
o minuto voltou-lhe o movimento
e coube-lhe ...
regressar à criança
que nascia
para se levantar
emocionada...
com a melodia de milhares de violinos
vibrando em uníssono
são milhões de árvores dançando
tocadas pelo arco
da brisa que as acaricia ...
e eu ... não sei
se o que escuto
é o ondular das ondas do mar
em louvor aos céus
ou todas as vozes do mundo, unidas!
na mais grandiosa "Ode To Joy"
mas ... o minuto ao passar
qual cortejo de três andamentos, unos!
- Palavra, Oração, Amor !
calça o chão com uma chuva de flores
e delas, o perfume purifica a terra
ao som das flautas e das liras
que as asas dos pássaros transportam
e entregam nos ombros do Céu
no minuto ....
em que a eternidade beija a imortalidade
do relógio sagrado,,,
que é o coração de Deus

(Finalmente, agradeço, meu doce amor,
a perfeição com que o Senhor te criou
e mantenho meus olhos fixos
na música que é ternura das tuas mãos
na certeza de escutar através dos teus dedos
o cantar grandioso, sublime
do mais belo e perfeito (uni)verso.)

Luiz Sommerville Junior(JouElam), 130220121152


À Minha amada Dani , com amor.


Obrigado querida, por este dia que é data da hora em que o nosso amor
abraçou a vida.


Teu Jou


Afasia d'alma

Postado: Luíz Sommerville Junior On sábado, fevereiro 11, 2012 0 Carinhos de Luxo


O silêncio que tortura,
covardia duma alma em agonia,
voz cativa, coração em ruptura
dum sentimento em afasia
No amor, medo é loucura,
varre o passado, deixa a casa vazia
enche d'esperança a vida futura
e renasce da luz dum novo dia!



Só Para Os Irremediavelmente Tristes


Ao Poeta, meu amor!

Postado: Daniele Dallavecchia On quarta-feira, fevereiro 08, 2012 2 Carinhos de Luxo





Ó Riacho de águas puras,
letras majestosas
em beleza e formosura,
lavai esta terra minha
machucada,
e com as sementes do amor diz:
florescei, frutificai!...

E... eis as flores,
eis os frutos, eis a vida...
que me dás, meu amado.

És poesia nos versos, nos gestos,
nos lábios que te são celestial,
ó vestido nupcial
 que me enfeita a alma.

Que o verbo que vem da tua boca
seja sempre Vivo dentro de mim
e que as tuas mãos,
de linho mais nobre,
celebrem todos os dias
a conjugação
dos nossos corpos,
dança de par-perfeito
na bebida do nosso beijo,
vinho da mais deliciosa uva
brinde do amor em nós,
felicidade na vida,
nesta pureza
que são teus olhos
em mim



Daniele Dallavecchhia


Moinhos De Sangue

Postado: Luíz Sommerville Junior On domingo, fevereiro 05, 2012 2 Carinhos de Luxo


Pudesse eu,ó lado que me és, paixão!
comer as pinturas daquele que chegou
para mostrar-me a essência de Dali
Pudesse eu, ó roda de tão sagrado querer!
beber as esculturas daquele que me abraçou
para dar-me o modelo de Rodin
e jamais haveria, da fome e da sede,os pobres!
que morrem depressa no relógio vagaroso, dos mandarins!
como iludir os estômagos carecidos d´alimento?
como camuflar os corpos desprotegidos do frio
quando dos palácios escorrem os (de)feitos egoístas
das vaidades egocêntricas?
um, dois, três!
três famosos toques unem-se num só:
"Dança Macabra", "Dança Do Fogo","Dança Das Horas"
Que culpa há nos artistas
que ergueram as grandes obras da humanidade
se o beijo que nasce nas searas
morre nas mãos dos senhores
que revestem os seus aposentos
com o tecido do papel-moeda?
e os irmãos... que são tão belos nessa tristeza
que despedaça os corações de quem ainda vê,
são almas sacrificadas pela vida de sonho ausente...
queimando à revelia
da água dos olhos que ainda se agitam
a fé num mundo bom de verdade

Entretanto ...
os poetas aprendem com Camões e Pessoa
o regresso a Alcácer-Quibir
os músicos aprendem com Beethoven e Mozart
a fuga para tão desventurada tocatta
e nenhum deles serve...
o cobertor para a multidão de desabrigados
e nenhum deles serve ...
a refeição às vítimas da fome
e nenhum deles serve...
o conforto aos afundados na solidão ...

Simplesmente és tu ...
a dança sem lamento,
por tardio que fosse,
dos que fecham os largos portões
à palavra que se queria substantiva:
- Amor !

(Percebes que é o singular
da segunda pessoa verbal
que torna real a primeira?)

Sim! Simplesmente és tu!



JouElam, 040220121819


Moínhos De Sangue

Postado: Daniele Dallavecchia On domingo, fevereiro 05, 2012 0 Carinhos de Luxo


Pudesse eu,ó lado que me és, paixão!
comer as pinturas daquele que chegou
para mostrar-me a essência de Dali
Pudesse eu, ó roda de tão sagrado querer!
beber as esculturas daquele que me abraçou
para dar-me o modelo de Rodin
e jamais haveria, da fome e da sede,os pobres!
que morrem depressa no relógio vagaroso, dos mandarins!
como iludir os estômagos carecidos d´alimento?
como camuflar os corpos desprotegidos do frio
quando dos palácios escorrem os (de)feitos egoístas
das vaidades egocêntricas?
um, dois, três!
três famosos toques unem-se num só:
"Dança Macabra", "Dança Do Fogo","Dança Das Horas"
Que culpa há nos artistas
que ergueram as grandes obras da humanidade
se o beijo que nasce nas searas
morre nas mãos dos senhores
que revestem os seus aposentos
com o tecido do papel-moeda?
e os irmãos... que são tão belos nessa tristeza
que despedaça os corações de quem ainda vê,
são almas sacrificadas pela vida de sonho ausente...
queimando à revelia
da água dos olhos que ainda se agitam
a fé num mundo bom de verdade

Entretanto ...
os poetas aprendem com Camões e Pessoa
o regresso a Alcácer-Quibir
os músicos aprendem com Beethoven e Mozart
a fuga para tão desventurada tocatta
e nenhum deles serve...
o cobertor para a multidão de desabrigados
e nenhum deles serve ...
a refeição às vítimas da fome
e nenhum deles serve...
o conforto aos afundados na solidão ...

Simplesmente és tu ...
a dança sem lamento,
por tardio que fosse,
dos que fecham os largos portões
à palavra que se queria substantiva:
- Amor !

(Percebes que é o singular
da segunda pessoa verbal
que torna real a primeira?)

Sim! Simplesmente és tu!



JouElam, 040220121819

Ler mais: http://www.luso-poemas.net/modules/news/article.php?storyid=213236#ixzz1lSGy8H7M
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives


Thank You - Obrigado , Secret Garden (traduzido)

Postado: Luíz Sommerville Junior On sábado, fevereiro 04, 2012 1 Carinhos de Luxo


Uma canção para o ser mais lindo que a vida gerou : a minha amada Dani.
Beijo, amo-te muito, lourinha de minha vida!

"Se mil anos eu vivesse
Se eu dominasse a palavra que é hemisférios
jamais eu poderia retribuir
a oferta que o teu amor coloca no meu caminho
igualmente, eu quero dizer-te, neste exacto momento:
Eu te agradeço por cada dia que tu me dás.

Obrigado pela segundas-feiras,
Sábados e domingos,
Todos os dias, o ano inteiro;
Obrigado pelos dias de festa,
Por todos os dias únicos,
E também pelos dias das batalhas conquistadas
Eu apenas quero dizer
Obrigado por cada dia vivido contigo.

Temos apenas uma vida para aproveitar o dia,
Nós apenas temos este momento para afirmar
a importância do que devemos fazer,
expressar a nossa gratidão,
Então, eu digo-a e canto-a,imediatamente,para ti:

Obrigado pela segundas-feiras,
Sábados e domingos,
Todos os dias, o ano inteiro;
Obrigado pelos dias de festa,
Por todos os dias únicos,
E também pelos dias das batalhas conquistadas
Eu apenas quero dizer
Obrigado por cada dia vivido contigo.

E ao fim de cada dia
quando eu cerro meus olhos para orar
tudo o que eu necessito fazer, é, simplesmente, pensar em ti
Assim,tudo o que eu preciso falar... é ...

Obrigado pela segundas-feiras,
Sábados e domingos,
Todos os dias, o ano inteiro;
Obrigado pelos dias de festa,
Por todos os dias únicos,
E também pelos dias das batalhas conquistadas
Eu apenas quero dizer
Obrigado por cada dia vivido contigo"

Secret Garden

(Adaptação de JouElam)


De Profundis II

Postado: Luíz Sommerville Junior On quinta-feira, fevereiro 02, 2012 3 Carinhos de Luxo

Vim à vida
como todos os demais
nem diferente
nem igual
sou porque sou

Fui ...
um dia ...
nem diferente
mas igual
a todo e qualquer mortal
fui porque fui

porém, do passado distante
do passado recente
de todos os passados
de passos caminhados
e doutros tantos caminhos adiados
nasceu o dia em que todos os dias
renascem
no amor que me dedicas

Eis(me) que entrego a minha vida
nas tuas carinhosas mãos

Até ...
ao fim dos tempos ...
que é o início de todas as eras
- de luz


010220121042

Com amor

Teu, Jou

Beijo, minha bb! !


Sempre*DS*SD*erpmeS