Távola De Estrelas: Setembro 2012

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

Alinhamento Mais-Que-Perfeito

Postado: Luíz Sommerville Junior On quinta-feira, setembro 27, 2012 2 Carinhos de Luxo





Quando te olhei
foram os teus olhos
que me viram
e se por acaso choraram
foram as tuas lágrimas
que se gravaram
no meu coração
e sempre que sorriem
são sóis
que a Terra segue devotamente
é assim que eu me sinto
ante a eloquência do teu olhar:
- a Terra a girar
365 dias por ano
orientada na órbita das tuas pupilas
de facto
a rotação é a lágrima
da qual irrompe
o sorriso em translacção
todo tempo sou
teu
planeta em revolução


Luiz Sommerville , 260920122202

À Dani , com amor


Jo


A Tua Carne É Feita De Livros

Postado: Luíz Sommerville Junior On quinta-feira, setembro 20, 2012 2 Carinhos de Luxo


Na perfeição do seu coração
vivia
a deslumbrante sabedoria
da mais monumental Alexandria
por vezes sentava-se sobre os livros
como se fossem o parapeito do mundo
e daí contemplava
o vasto céu das palavras
se por acaso uma letra
surgia desordenada , que atrevimento !
d´imediato se ouvia a expressão :
- aqui há gato !
-que não - sustentava o fugitivo
que era rato -
que os cães não possuem
o mistério e a liberdade
que habita na alma do felino !
- acreditava -
mas a grande admiração surgiu
quando conheceu Balzac
"incrível ! o homem escrevia em poucas horas
vários lençóis de vocábulos
léxico de luxo
e vivia como um miserável !"
graças à bondade severa ,
avara, da sua execrável mãe
que de carne pouco tinha
e de pau tudo lhe sobrava
coitado !
A Mulher De Trinta Anos
tardava a sorrir-lhe
porém , sua paixão absoluta
era o cérebro de
Assim Falava
vira-o verter lágrimas de sangue
à medida que a boca de Zaratustra
ganhava corpo no papel que aprumava a oratória
- ó quanta adoração
ela sentia por aquele alemão !

Todos os dias , com ,
dos mecanismos suíços - a precisão !
ela adormecia com um livro na mão
manhã seguinte
despertava
com uma tremenda e incurável enxaqueca
repentinamente lembrava-se :
adormecera com a cabeça
sobre uma muito estranha almofada :
- Os Maias de Eça de Queirós !
ó livro meu , que linda é tua cabecinha !


( O livro é uma ave
suas páginas são as asas
suas palavras são o motor - propulsão
e assim ... ela voa ,
ah , doce céu de meu coração)


Luiz Sommer (JouElam) 19092012

À minha Dan , Feliz Aniversário , Meu Amor
Adoro-te
Teu DS


Você, meu homem dos versos...

Postado: Daniele Dallavecchia On sexta-feira, setembro 14, 2012 4 Carinhos de Luxo


Das flores todas,
um aroma,
Das cores todas,
uma tonalidade,
Das músicas que mais apreciei, uma harmonia!
Das mais belas telas, um retrato!
Dos melhores sabores, um gosto!
De tudo que mais vislumbrei,
que meus olhos contemplaram,
que meu corpo reconheceu e minha alma estremeceu...
um nome, uma pessoa:
Você!

Daniele Dallavecchia

Te amo, meu amor de sempre, JMPDS


A Nossa História

Postado: Daniele Dallavecchia On sexta-feira, setembro 07, 2012 3 Carinhos de Luxo


Noites de pele
que não sabem se desgrudar,
dias de olhos
que não se podem deixar de olhar
e a vida vai levando o seu ritmo...
tão diferente
de nós,
do nosso amor
da soma única de nós dois...
E se vamos sobreviver ao tempo errado
em que nascemos?
Sei lá, meu bem,
mas sei que se estiver ao teu lado
tudo está sempre bem...
Ruas sem fim,
sonhos sem rota,
janelas e portas
que podem ou não se abrir,
mas, e daí?
Deus é o Pai, tu és o marido e eu a esposa,
lindos são os lírios do nosso campo...
campo de estrelas
acampadas na nossa íris
que só vê a beleza desse amor que nasceu
e nunca  há de morrer
nem no dia cabal
em que nossos corpos cansados ,
entrelaçados um ao outro
deixarão esta terra insana.
Mas sou feliz hoje
por poder e saber viver
o tesouro e a arca escondida
- o AMOR-
que Ele nos reservou...

Daniele Dallavecchia, 06092012,2308

Obrigada meu marido por ser o centro e todos os lados que me mantém sempre bem!


Ao meu Poeta

Postado: Daniele Dallavecchia On sexta-feira, setembro 07, 2012 0 Carinhos de Luxo


 
Meu Poeta,
que verte pelas pontas dos dedos
o sal da vida,
o canto das sereias,
a lua azul e rara,
que canta louvores d'amor
que ora em frente as estrelas
os mais lindos versos...
Vem, deita sobre a minha alma
todas as flores que só tu tens
no jardim azulado do teu oceano
de encanto e magia,
e me leva para a tua mais íntima
morada, teu mais secreto tesouro,
e faz-me musa tua por toda a eternidade,
porque tu és o sol que me faz vida,
a noite que me adormece
e todas as manhãs que me fazem cantar
a beleza deste mar infinito
que é o nosso amor!

Daniele Dallavecchia, 01092012,01:09
 
Te amo demais,beijo na tua alma, meu marido, meu Jojó.


Hino Aquático

Postado: Luíz Sommerville Junior On sábado, setembro 01, 2012 1 Carinhos de Luxo


Meu doce amor
Somos como um solo lunar
feito d´água
que ora nos escapa , porque surpreendente !,
ora nos asfixia
somos como a areia do mar
solidificada , rocha !
que ora dói no fundo para nos alegrar
ora nos acaricia em abandono de manto
no abrandar da nossa corrente , a navegar !
dum jeito ou de outro
somos líquido
adaptando-se a tudo
o que o pode conter
e extravasar
metamorfose , transformação
que dentro de tudo é
e externamente tudo envolve
para que toda a mudança
seja
o elogio da eternidade



À Dani



Luiz Sommerville Junior , 310820122349