Távola De Estrelas: Despedida

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

Despedida

Postado: Luíz Sommerville Junior On quinta-feira, janeiro 09, 2014 0 Carinhos de Luxo




Pomba branca, que partiste para não mais voltar...
Diz-me pomba querida:
se eu te dei toda a minha vida
por que não me quiseste amar?

Pomba branca, por que procuras o sol do outro lado do mar?
se aqui tão pertinho de mim
as rosas do meu belo jardim
levam a vida por ti a chorar

Pomba branca, tuas asas, longe , longe vão
que procuras tu? Novos rumos? Novos ventos?
Enquanto de profundos lamentos
está morrendo meu coração

Pomba branca, ergueste tuas asas sedentas de paixão
num triste adeus
e meus sonhos
como folhas no outono, suavemente beijamos o chão

Encontro
uma pomba branca quase morta no chão
és tu pomba querida,
a quem eu dei toda minha vida
que pedes a minha mão?




Luiz Sommerville Junior, Inverno de 1976

0 Response for the "Despedida"

Postar um comentário

Beijinhos