Távola De Estrelas: in natura

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

in natura

Postado: Daniele Dallavecchia On sexta-feira, março 07, 2014 0 Carinhos de Luxo


william adolphe bouguereau

Latente sonho em turbilhão
suplicando máximas e acontecimentos...
urgente de solução, urgente irmão!
Vida ou morte, 
já não é o corpo quem pede
mas a mente que não mais pode
perdendo-se
entre contorno e forma, 
de tudo, sobre tudo
nada além do que vê 
à frente do nariz
eis o triste fim 
Mas a primavera vem chegando
É tempo de morrer
cair , germinar, renascer
não mais flor
mas árvore de tronco forte 
e fruto
resistente!
para que maldade nenhuma possa 
fazer-se ventania
no imaculado seio da natureza
cheiro, cor, força, realeza
a mais bela oração, irmão!
lá, onde passarinhos cantam seus ninhos
e espantam fantasmas decorrentes
a miséria humana 
é açoitada pela suavidade
da divindade na terra: Suma Beleza!


Daniele Dallavecchia, 07032014.01:58


0 Response for the "in natura"

Postar um comentário

Beijinhos