Távola De Estrelas: Remetente

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

Remetente

Postado: Luíz Sommerville Junior On sábado, março 08, 2014 1 Carinhos de Luxo



Eu escrever-te-ia
Da alma
Que é tudo
O que me conhece
O íntimo
A fundo
E é , também,
Tudo o que eu não sei
Em igual proporcionalidade
Se para ser poeta
Bastasse ser
Sem escrever
Sem escrever ...

(Mas toda e qualquer morada
 Só é legível na vida do destinatário)



Luíz Sommerville Junior , 080320140301

1 Response for the "Remetente "

  1. Para ser poeta, basta ser, ter a alma, mas é preciso escrever, imortalizando o dom, o som dos versos, a tua impressão.Muitos querem ser, mas poucos tem a tatuado no espírito a poesia, sangue azul dos escritores.
    beijo, amor, te amo!

Postar um comentário

Beijinhos