Távola De Estrelas: Leopoldo

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

Leopoldo

Postado: Daniele Dallavecchia On segunda-feira, janeiro 02, 2017 0 Carinhos de Luxo



Sabe meu corpo do cansaço que o habita
o caos, a dor e a solidão fria desse marfim
Sabem os deuses desta minha alma aflita
e não sei eu:- por que tudo ficou assim?

Procuro teu amor em cada palavra escrita
Nos versos que um dia dedicastes a mim
e desta rotina cinza, fico ainda mais cativa,
lembranças do amor que um dia disse sim.

Estou presa ao que restou da nossa vida
Choro! Não sei onde vou e para quê vim!
Passagem comprada às pressas só de ida

para a estrada da paixão, vestida à carmim
desesperada, lancei-me a ti como menina
agora o destino ri minha dor, eis meu fim!


Daniele Dallavecchia 01.01.2017

Categories:

0 Response for the "Leopoldo"

Postar um comentário

Beijinhos