Távola De Estrelas: Fevereiro 2017

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

Kodak - "Por que esperar?"

Postado: Luíz Sommerville Junior On sexta-feira, fevereiro 24, 2017 0 Carinhos de Luxo



George Eastman, nasceu em Waterville, Nova Iorque aos dias 12 de julho de 1854 e faleceu em Rochester, Nova Iorque, aos dias 14 de março de 1932, fundador da Kodak , ao inventar o filme fotográfico modificou profundamente a vida de todos nós. Por vezes não equacionamos certas questões por estarmos demasiado convencidos de que quase todas as coisas que nos rodeiam sempre existiram ... ou , então , nem sequer imaginamos o mundo sem certos benefícios de  lazer, prazer e conforto, porque nos sentiríamos perdidos se algumas das, aparentemente, pequeninas coisas do nosso dia-a-dia desaparecessem ...

O rolo fotográfico é muito mais do que a fotografia - é a invenção que abre a outros inventores a possibilidade de criarem o cinema , mas não se fica por aí ... o que seria da televisão se Eastman não tivesse descoberto o filme ?

Em verdade , invenções posteriores , como o leitor/gravador de video e o leitor/gravador de dvds foram possíveis graças ao Ovo De Colombo da Kodak que afirmou, e provou categoricamente, que "não é necessário ser fotógrafo profissional para se obter boas fotografias e que a fotografia é para TODOS".



Antes de suicidar-se George Eastman escreveu as seguintes palavras : "Para os meus amigos. Meu trabalho está feito. Por que esperar?"



Curiosidade : deve-se ao francês que se radicou no Brasil, Hércules Florence, a invenção da palavra Photographie ("desenhar com luz e contraste") . Merece atenção a vida e obra deste inventor que viveu a sua vida em permanentes e inovadoras descobertas.



Luiz Sommerville Junior, 20012012, 9:38








Corpo Exclamado

Postado: Luíz Sommerville Junior On sexta-feira, fevereiro 24, 2017 0 Carinhos de Luxo

A minha vida

era um livro

apenas um livro...

sem palavras

um caderno em branco

e quando dos meus olhos

o pranto se declamava

nos reflexos de safiras solitárias

um coração irrompeu

tingindo em vermelho inquieto

os espaços por preencher

das letras

nunca outrora avistadas





Como podem as folhas

do que antes não havia

serem o entre-veias

da capa e contra-capa

da obra

do ...

vem

que eu vou

ter contigo?



(Podem! E porque podem

apago a interrogação

e anuncio o título:

- exclamação adorada!)





Luiz Sommerville Junior, 190220121247


Kodak - "Para Mais Tarde Recordar"

Postado: Luíz Sommerville Junior On sexta-feira, fevereiro 24, 2017 0 Carinhos de Luxo





Ao fim de 131 anos de notável existência , aquela marca que mudou para sempre a história da fotografia, a Kodak , pediu falência .

Sucumbe ... vítima da era digital ...

No entanto a empresa fundada por George Eastman negoceia com o tribunal uma concordata com o objectivo de recuperar e restruturar um dos maiores símbolos americanos .

Quem esquecerá o inesquecível e poético slogan : "para mais tarde recordar!"?

Toda a gente que aprecia a fotografia , seja porque adora ver fotos , seja porque gosta de ser fotografada , seja porque é fotógrafa amadora ou profissional, deveria hoje trajar luto a preceito. Abrir um guarda-chuva ,  empunhar uma flor com a mão direita e trazer ao peito uma máquina convencional (analógica).

Não , não estou sugerindo uma cerimónia fúnebre , estou apenas lembrando os biliões de momentos

registados graças à Eastman Kodak , a empresa responsável pela democratização da fotografia, a empresa que tornou o "olhó passarinho!" acessível e prático para toda a gente !

Sim , é para recordar , mas não é - mais tarde ! É agora e sempre !







Leia aqui , algo mais sobre este tema



George Eastman fundou a Kodak e inventou o filme (ou rolo) fotográfico . Leia mais



Photo Credits : © George Eastman House , International Museum


Postado: Daniele Dallavecchia On domingo, fevereiro 19, 2017 0 Carinhos de Luxo



Afogo minha dor
mais uma vez
bebendo lágrimas com um trago
do teu whisky preferido...
e adormeço nos teus braços,
ó meu destino!
tento compreender
aonde queres me levar
assim de mãos tão apertadas
com este andar
ora lento, ora apressado
o que há de errado
nesse teu compasso?
tuas cordas tão descompensadas
já reparaste que o teu ponteiro
sempre perde a razão?
Se és dono do tempo
do meu e de todos
por que esse medo?
porque esse tic-tac
tão descoordenado?
És menino e Imperador
és atemporal
mas já não chegas a tempo...
de mudar o meu final


Do que é meu

Postado: Daniele Dallavecchia On domingo, fevereiro 19, 2017 0 Carinhos de Luxo


Resultado de imagem para Bright Star


Perdida
desde aquele instante
em que despertei
sozinha
contigo no meu peito
amor solitário e pleno
onde tenho-te a ti
e não sabes desse feito

sonho acordada
abrir teu coração,
povoar a tua mente
minha desejada morada
tanto quanto incoerente
porque o amor é um jogo
e eu não sei jogar

simples e directa
uma palavra me entrega
persigo-te sim
os passos todos
dou-te pistas de mim
-dentro da minha timidez-
Sou tão intensa, chama!
e tão discreta nesse drama
mas quero tudo de uma vez!

não quero jogar o jogo
não sei das regras, engodo!

Sei da minha perdição
e desse canteiro que te rodeia
crescendo no meu coração
mas nem sempre é
como a gente quer
(mas eu quero tudo!)
mesmo que nesse instante
tua porta esteja fechada para mim
que sejas meu beco sem saída
nada importa
nossa história acontecendo
L I V R E M E N T E
na minha mente

És toda a minha vontade
divinamente belo
platonicamente meu
ironicamente perto!
maravilhoso em tudo
como todo amor
que quer se realizar
-você e eu-
sentimento intenso
e só meu
já não lembro
quando aconteceu
você sempre comigo
amado, guardado
o meu melhor amigo!




Postado: Daniele Dallavecchia On sexta-feira, fevereiro 17, 2017 1 Carinhos de Luxo


Que importa saber
se as lágrimas não estão cá
À mostra para tua satisfação?
Que importa se estes olhos
de ti esqueceram-se
E já nao sabem mais que é emoção ?
E para quê saber
o que vai dentro de mim
Se a noite quando estou triste
Só as ladainhas das crentes
Comovem-me a alma...
Sou uma sombra
Apenas isso
Um mundo paralelo
Um qualquer bicho
Arisco
Secreto, secreto
Aberto para as minhas fugas
todas
Tolas
Mundo discreto
Habitat
das loucas
Todas tolas
Que vivem em mim
Que fogem de algo
Coisas que sei
outras quero esquecer
Mundo meu
Onde não abro mão
De ficar a sós
Cansei de nós



Atípico tempo

Postado: Daniele Dallavecchia On segunda-feira, fevereiro 13, 2017 1 Carinhos de Luxo



Estou girando
em círculos incertos
ora para a direita
ora para a esquerda
sustentada pelo acaso
caindo de casa em casa
cambaleando sem norte
colhendo tempestades
bebendo d´água amarga
de deuses pagãos, romanos,
piedosos, insanos
santo, santo, santo
três vezes a minha devoção
santo, santo, santo
onde está tua compaixão?

Meus grilhões se fundem
tornam-se parte das minhas mãos
já não consigo distinguir
quem sou
da minha escravidão

O tic-tac sombrio
da minha vida se esvai
acompanhado pela solidão
vida estranha
nesse vem e vai
de ter fé sem previsão
de ter fé, sonhando em vão
de ter fé, com a cara no chão



Você

Postado: Daniele Dallavecchia On quinta-feira, fevereiro 09, 2017 0 Carinhos de Luxo



És e sempre serás aquele
que está comigo
o dia todo, o ano inteiro
de todos os anos da minha vida
você sempre estará comigo...

Mesmo que o destino
tenha nos dado
esse tempo tão pequenino
ainda assim
sempre serás o meu menino

Nunca pense que não te vejo
que não choro por ti
você reflete em mim
Como um espelho

Páro, respiro, aceito enfim
e já não importa
aonde você vá
sempre estará em mim


Postado: Daniele Dallavecchia On quarta-feira, fevereiro 01, 2017 0 Carinhos de Luxo


Resultado de imagem para tempo amor


Já não tenho tempo
para esperar pelo tempo
das coisas do coração...

ver uma pétala se abrir
uma criança crescer
o sol nascer

não, não tenho mais tempo
definitivamente virei,
escrava dos dias idos

E sentada na minha secretária
Suspiro 
vendo o dia passar
no acender e apagar das luzes
                                                                                                                   
Meu corpo cansado
já não possui a energia
doutrora, nem a novidade
Sinto-me só
nas coisas do coração

Sinto-me metade
como se tudo fosse em vão

E já não nem tempo
para ler um livro
ouvir uma canção

E se eu pudesse voltar
no tempo em que eu tinha tempo
acertaria todos os relógios

Só para poder ter
um pouco mais de tempo
para as coisas do coração



Postado: Luiz Sommerville Junior On quarta-feira, fevereiro 01, 2017 0 Carinhos de Luxo


E
do sonho
que fora planeado
no recântico macio
-céu do ventre materno -
onde o pensamento
d'alma minha
aliava-se
a tua que me sentia
nalgum lugar
em todo lugar?
- pergunta sem resposta -
lágrima de primavera
melancolia ...
escolha inconsciente:
o sentido 
do encontro marcado
antes do nós
antes de tudo
a procura
e a promessa que não se sabia
cumprir
mas o teu respirar
que é poesia
alcançou-me
neste sul atlântico
coração apertado
que te chorava em espera
(desesperada)
tremores que te percebiam
e o reencontro
do amor verdadeiro
que sempre fora
- teu, teu e teu


Luiz Sommerville Junior