Távola De Estrelas: Gabinete

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

Gabinete

Postado: Luíz Sommerville Junior On segunda-feira, outubro 28, 2013 1 Carinhos de Luxo

O gabinete
a porta
o fecho
o trinco
a chave
o espaço do passo controlado
os olhos
a luz
o dia
a claridade
o passo do espaço ilimitado
o gabinete
os lábios
a língua
a boca
a voz
o espaço do grito sufocado

Latejante
a palavra emerge
na alma conturbada
no traço
sem hora marcada
uma porta fechada
- porta
- fecho
- trinco
- chave
o silêncio no espaço...



Luíz Sommerville Junior, poesias, Janeiro de 1983

* Foto de Luíz Sommerville Junior

1 Response for the "Gabinete"

  1. o espaço sufocado do verso
    na vertigem de um silencio

    abraço

Postar um comentário

Beijinhos