Távola De Estrelas: Montanha que viu (o que todo mundo já viu)

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

Montanha que viu (o que todo mundo já viu)

Postado: Daniele Dallavecchia On quinta-feira, agosto 01, 2013 1 Carinhos de Luxo




Na qualidade de copiar
era soberana
no quesito plagiar
era mestranda
Sem elegância, 
sem distinção
lia, tecia, comia
linhas e linhas de versos
mas tudo saia ao inverso
do que sua mente doentia
tanto apetecia
Sem postura ou educação
lia, relia, mexia, remexia
com ou sem razão
nada tinha ela
nada era ela
mas tudo queria ser
que não fosse ela
presente ou passado
não se desprendia...
se corruía,
mal amanhecia o dia
não conseguia
seguir adiante
ser aliciante
parar um instante...
pensar num futuro 
- distante -
não, ela não...
pois não tinha aptidão
para poesia, para a seda, para o suave
não havia naquela pena
tinta nem talento
só uma cabeça de vento
não pensava na dor que causava
tanta deselegância
(Ó maldita petulância)
Apenas nas páginas do nosso pensamento
sentia deveras calma
aliviava a alma...
tão dependente de nós
e eu e ele
já sabíamos que entre nossas letras
a traça
que trapaça
nunca liga se ultrapassa
qualquer limite
ela nunca desiste
contanto que nos imite....

(o elogio dos outros era para ela maior que qualquer ética ou moral,
mas há de se ter perdão, pois ela não sabe o que é educação)

Daniele Dallavecchia




Categories:

1 Response for the "Montanha que viu (o que todo mundo já viu)"

  1. Minha querida, Dani:
    Certas pessoas não são seres, no sentido que de humanidade - alma - não possuem nem um pingo, melhor fora serem bichos, dado que estes possuem uma rara "sensibilidade" para serem fiéis à sua natureza e nada fazem contra a Natureza, muito pelo contrário.Como já temos conversado,e é cada vez mais uma ideia que se enraíza em pessoas com uma visão ampla e generosa da vida, há nos animais uma inteligência fabulosa(diferente, que recorre a uma iconografia e linguagem radicalmente diferente da nossa), se certos zombies que se acham "humanos" colocassem os olhos em tudo o que é ser vivente(como os astros, as águas, as plantas, etc...) perceberiam que são personagens do pior filme de terror jamais vivido ... infelizmente tais espectros alimentam-se do sangue de quem é de bem... e ainda ... -para agravar a vida e o mundo-
    são bem reais, não são dementes-são criminosos. Para tais seres deveria haver uma Justiça especial,pois o crime que cometem é contra toda a humanidade, ao desonrar as palavras(humanidade,bem,bondade,dignidade,etc..)ao roubarem tudo o que INVEJAM(porque era o que queriam ser, mas não são)cometem o crime que anula toda e qualquer Língua, ora algo que mata, destrói o princípio basilar de toda e qualquer nação, de toda e qualquer identidade, só podem ter como condenação o assentarem-se num tribunal mundial,podem até julgar que me estou "a passar", mas enquanto pactuarmos com certos casos e os tratarmos como caso comum e não valorizarmos A Bandeira que nos corre no sangue, jamais será feita justiça.Eis porque teu poema é grandioso,pois, com clareza, fala-nos deuma pessoa que numa sociedade de Direito seria banida sem qualquer pejo,mas(mais um mas!)para o bem e para o mal, essa como outras pessoas(sem ânima, tal pessoa não deve saber o significado desta palavra)hão de ter um fim, coisa boa e certa é que todos os maus um dia morrem e é aí que percebem que precisavam de ter mais tempo, precisamente o tempo que "gastaram" e jamais lhes será concedido um minuto mais que seja ... aí terão medo, pois,ainda que não acreditem, sentiram todos os bichos comer-lhes, pouquinho a pouquinho, devagarinho, a carne e os ossos, pensarão que estão mortos-e estão-mas sentirão que serão comida para tanto bichinho ... sem se poderem mexer ...

    Obrigado amor, por esta obra-prima e denúncia que deveria figurar em toda e qualquer obra que se preze de clarificar o que é o bem e esclarecer e alertar sobre quem é e porque é do MAL !

    Beijos, adoro-te

    Teu , Job

Postar um comentário

Beijinhos