Távola De Estrelas: Falha Sensorial

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

Falha Sensorial

Postado: Luiz Sommerville Junior On terça-feira, fevereiro 19, 2013 3 Carinhos de Luxo






andam
pela terra em mãos
d´azuis sem céu
bebem, comem,gozam
e dormem
em corpos de carne
sem alma
parece que também falam
prosas corroídas disparadas para o vácuo
não ouvem ninguém
escutar é demasiado
para tão ilustres cérebros
de ouvidos desconectados dos tímpanos
têm antenas ligadas a um só canal
o ego do poder e o poder do ego
sem exclamações - nossas !
e com todas as admirações - deles !
dos seus grandiosos feitos
que de tão pequeninos e insensíveis
são a desgraça em fila de espera
- sopa dos pobres ! -
e morte abrupta , antecipada
de tantas vidas
que ainda não viveram
mas eles persistem no querer
auditórios cheios
para as suas surdas e mudas retóricas
tempo em que é urgente ver
alargar a visão
mas eles, que vêem tudo,
trocaram os olhos
por estranha e mui moderna telepatia ,
comunicam-se pela via da insensibilidade
será que não possuem o cheiro ?
do tacto já muitos sabem
que o cambiaram por tudo o que é imóvel
e do resto ...
e do que resta ...
falta o que faz mais falta ...



Luiz Sommerville Junior , 190220121216

Categories: , , ,

3 Response for the "Falha Sensorial"

  1. São egos cegos e agiotados

    Relevante

    Abraço

  2. Caro amigo

    São as palavras
    que acordam
    pensamentos,
    as que mais
    ecoam em minha vida...

    Desejo que o amor,
    faça morada em seu coração.

  3. Sim, querido, não ouvem ninguém, apenas as suas próprias verdades inventadas. Esta podre burguesia, insensível e arrogante, nos mostra a cara feia dum regime governamental que só governa (ou não) a si mesmo, aos seus próprios interesses e nós, atores duma sociedade doente e castigada, nos jogamos na caixa de Pandora para agarrar a esperança e não a perder de vista. Parabéns, meu lindo amor, por este teu magnífico poema.

    beijo, meu lindo!

    Te amo!

Postar um comentário

Beijinhos