Távola De Estrelas: Do menino Balzac

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

Do menino Balzac

Postado: Daniele Dallavecchia On segunda-feira, junho 04, 2012 1 Carinhos de Luxo


Quem sabe o que é estar preso
dor que dilacera corpo e alma?
Quem sabe o que é ter o peso
duma vida sem descanso ou calma?

Pássaro cativo, lento desespero
da maldade de se ver na palma
da mão dum destino ao avesso,
cruel,dançando em ritmo de valsa

Notória ave d'asas tristonhas,
olhar de grave pesar ao tempo
frágil corpo, sonhando façanhas

Alcançar voo, subir as montanhas
ou morrer no leve pensamento
do carinho pueril duma face risonha


Daniele Dallavecchia, 04062012047

1 Response for the "Do menino Balzac"

  1. Jacque says:

    Uau!! Quanta profundidade em um poema tão lindo.
    Ea prisao..tão relativca. Quantos corpos encontram-se aprisionados e possuem almas livres e quantos corpos livre possuem uma alma aprisionada???
    Como diz a canção "nós podemos voar pq todos nós temos asas...mas alguns de nós não sabem pq" ...Não importa a prisão, todos podemos ser livres ao descobrirmos nossas asas...e voar..voar..voar...e no voo destemido..ir d encontro a tudo o q desejamos....sem medos, receios ou pudor...A liberdade e a verdade por si só estão acima de todas as coisas..tanto nas façanhas quanto em uma face risonha...

Postar um comentário

Beijinhos