Távola De Estrelas: Excessivamente Tua

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

Excessivamente Tua

Postado: Daniele Dallavecchia On domingo, março 20, 2011 2 Carinhos de Luxo


O sol acorda do seu descanso noturno
e me desperta para um novo dia,
tudo é calmo, belo; mas sinto-me sem rumo,
tenho tudo, mas você não está aqui, agonia!
Nada tem ou possui cor o suficiente,
nada parece-me realmente pleno,
embora tudo esteja em seu lugar, me vejo ausente
das coisas próprias que me são, tudo é pequeno!
Se teus olhos não me veem, perco-me de mim,
saio da minha órbita, fico sem direção,
você é a palavra que guia; meu tudo, meu sim...
um dia sem você já me abala todo o coração....

2 Response for the "Excessivamente Tua"

  1. Dani :

    os teus poemas são como uma gala - a mais solene e curiosamente o traje(teu) é tão simples ... é por isso mesmo que é belo "excessivamente" belo o vestido das tuas palavras-de facto a tua poesia é uma sala de espectáculos onde as estrofes se sentam para aplaudir os versos do palco da tua literatura! Bom , levanto-me e beijo-te ... com as mãos !

    PS:excessivamente teu.

  2. Se teus olhos não me veem, perco-me de mim...


    Que lindo Daniele, também me sinto assim... Excessivamente dele...

    Maravilhoso!!!


    Beijos


    Ani

Postar um comentário

Beijinhos