Távola De Estrelas: Março 2011

Távola De Estrelas

Poesia Do Céu Da Boca

* Sempre DS*SD erpmeS *

Távola De Estrelas, Poesia Do Céu Da Boca, Para Mastigar Devagarinho, Deve Ser Servida À Noite E Acompanhada Dum Bom Vinho Tinto...

Eu quero é mais!

Postado: Daniele Dallavecchia On quinta-feira, março 31, 2011 6 Carinhos de Luxo































Quem disse que sonhos tem que ser reais?
quem disse que só vencem os "normais"?
Eu quero é muito mais!!!
Se sonho o que parece impossível, 
é porque não descobri onde fica 
a linha tênue que me limita,
e se meus pensamentos causam aflição
ao mais cético irmão,
talvez porque não seja eu
quem precisa aprender a descobrir
o que a vida é capaz de nos dar, 
pra quem nunca desiste de sonhar...

Então, sonhe, corra, lute, tente,
experimente...
saiba cair e levantar...sem reclamar...
Aprenda a solucionar,
a rir e a chorar...
e nunca pense em parar!


O desejo mais profundo causa comoção
ao Senhor do Universo, Deus da criação...


O tempo dirá...

Postado: Daniele Dallavecchia On terça-feira, março 29, 2011 0 Carinhos de Luxo


Talvez o tempo me ensine
a fechar o coração,
talvez não...
Talvez a vida me mostre
com quantas decepções
se faz uma história,
estrada enfeitada
dos meus sonhos desfeitos,
Talvez você seja só a ilusão
que o vento dissipará pelo ar,
ou talvez você seja o amor
que eu não soube conquistar...

O tempo dirá...



Daniele Dallavecchia 28032011,23:57


Menina

Postado: Daniele Dallavecchia On terça-feira, março 29, 2011 7 Carinhos de Luxo


Se eu pudesse trocar de lugar,
e sentir a dor que te consome,
eu o faria, porque te ver chorar
é manchar meu próprio nome.

Sangue que me corre nas veias,
amiga e irmã, eterna companheira
de segredos e tenras brincadeiras,
esta não é a tua hora derradeira...

Espera, querida ,do príncipe o amor,
mas saiba que só vivem no irreal,
com os pés na terra busca o teu bem

Esquece tudo aquilo que te traz dor,
não padeça na quimera dum sonho desleal,
és a perfeição aos olhos d'outro alguém.


(O amor não é uma estrada de mão única)





For my sister...


A Menina também é poeta - a resposta dela:

De nada adiantaria eu fazer "os mais rudes e humilhantes trabalhos: separar grãos misturados; cortar a lã de carneiros selvagens; buscar um frasco com a água negra do rio Estige" ou até mesmo descer no Inferno para buscar um pouco da beleza de Prosérpina ????
Ele não é meu Eros....Ele não intercederia por mim diante de Júpiter...

O tempo há d se encarregar e d levar com o vento tudo q me traz dor..Foi um sonho que passou e acordar ainda é dolorido.....

Nao se entristeça com minha lagrimas...é só esse sentimento transbordando sem destino certo....indo-se pois já não pode mais ficar...

Jaqueline




Mais de perto...

Postado: Daniele Dallavecchia On segunda-feira, março 28, 2011 8 Carinhos de Luxo



Sentada 
próximo à margem dos sonhos,
vislumbro o voo dos pássaros,
que seguem livres pelo céu...
teu pensamento é um mistério,
que eu gosto de desvendar,
teus códigos, senhas e anagramas, 
se misturam com meus medos,
e faço disso meu brinquedo
 para tua cabeça atormentar,
transformo tudo num drama, 
pra depois...
aliviar as dores que causo
no aconchego da nossa cama...
Ah, eu não te dou sossego!
Porque a minha intensidade 
se mistura à tua pele,
e o meu corpo passeia livremente
pelas tuas mãos e boca...
Se se morre de amor?
É claro, todo dia um pouquinho,
e é por isso que gosto 
de te torturar bem devagarinho,
que é pra não dar tempo 
de você descobrir que a minha vida
não é nada sem o teu carinho...


Duma só matéria

Postado: Daniele Dallavecchia On domingo, março 27, 2011 2 Carinhos de Luxo


Há um passado sim,
bem distante de mim...
que não me magoa nem preocupa,
mas poupa do ciclo do erro, educa!
Há um futuro pra nós,
na terra virgem do amor,
e eu quero tanto
mostrar o que você nunca viu,
eu quero ser o teu lado bom,
mas não sou perfeita
não, não...
Tenho medo de ser o que se acaba,
medo de um dia ser nada,
medo de estar entre cartas e fotografias
passadas,
ah, meu amor, não há garantias...
Mas quando você me toca
com o teu jeito de ser
o medo sai pela outra porta
e posso ver
com exatidão matemática,
a impossibilidade de separar
duas almas
que completam o círculo gêmeo,
vivendo duma só matéria e coração,
e desta forma sei
que tal divisão
levaria a irremediável morte,
de corpos unos e irmãos,
como no conceito de Platão.


Fora do meu tempo...

Postado: Daniele Dallavecchia On domingo, março 27, 2011 2 Carinhos de Luxo


Hoje estou demasiadamente cansada
e não consigo fechar meus olhos
com a madrugada,
o sono vem e eu não posso dormir,
os versos me tateiam no escuro,
sussurram aos meus ouvidos
seus tormentos, prazeres, gemidos...
Pertenço a um tempo que não é meu,
e estou tão distante do meu sonho...
A vida costuma me testar,
e eu nunca páro,
não tenho limites,
não vejo o fim da estrada,
eu sou a minha estrada...
Construo com minhas vitórias e derrotas
a escada que me levará a um céu,
nem tão cinza e nem tão azul,
mas sei que ainda será dia,
quando fechar os meus olhos para descansar...


Coração de Poeta...

Postado: Daniele Dallavecchia On sábado, março 26, 2011 2 Carinhos de Luxo


O que mais me encanta - ó poesia minha !
nesta vontade, ao encontro da vida, a nos presentear,
desta arte que teus dedos dominam com maestria!
da poesia que nos embala, 
do sol da tua boca que me envolve neste teu recital, 
onde contemplo os sentimentos declamados,
da tua porta e da tua igreja, congregando nossos corações , apressados ! 
na busca por aprender com o poema, o dançar das letras, magia!
e no achar deste nosso amor peregrino - fiel em tudo !
dum só credo - leito de inquebrável elo - nosso beijo !
neste valsar da lição poética - união!
que de perfeita sossega no encanto
da consolação do verbo, que em nós é mãos
ao enlace do suave rubor...
transfusão de sangues a um só rio,
sílabas de um amor triunfador,
colinas magenta sobre a planície da nossa vida ,  
e rasos d´agua , nosso olhar , apaixonado,
cruza-se à volta da Terra
para ... 
alcançar a hora d´azul cintilante
desse horizonte em nós,
nesta fusão de dois...
dois corações apaixonados -
de poetas...





Dallavecchia & Sommerville


Por enquanto...

Postado: Daniele Dallavecchia On sexta-feira, março 25, 2011 8 Carinhos de Luxo


Quando o vazio me maltrata o peito,
não é só a tua ausência que dói, 
pois estás sempre em minha mente, 
mas essa saudade sem jeito nem dó,
que me deixa a alma dormente,
e fico assim como quem está alienada 
das coisas que passam por mim,
meu semblante sério, não é mistério,
é a dor de não ter o teu rosto 
para contemplar todos os dias 
quando acordo e não encontro teus olhos, 
e por não estares aqui, 
junto aos meus passos
tudo não passa de solidão!




Obrigada, minha amiga Nina!

Postado: Daniele Dallavecchia On terça-feira, março 22, 2011 4 Carinhos de Luxo


Quando a noite me cobria com seu manto negro,
foste tu, anjo bom, que me seguraste a mão,
quando meu rosto era o mais puro retrato da tristeza,
foi a tua força que me guiou os passos, consolação!
Quando a mentira me roubou a alegria,
foi a tua fé que me salvou da eterna nostalgia...
As lágrimas banhavam-me dia-após-dia...
Me mostraste um Deus que eu não conhecia,
E porque você me amou, minha visão se abriu,
meus passos seguiram os teus e eu me reencontrei...
Todo o teu zelo, teu afeto, tua mais sincera compaixão,
foram fundamentais para me salvar a alma e o coração...
Por ser tranquila, por ser sincera, por ser tão amiga,
te agradeço e reconheço a minha salvação! 
Tua bondade infinita, mais que uma qualidade, é um dom!
Meu caminho seria estrada torta, solidão sem volta,
colisão, labirinto, fragmentos de mim... desilusão,
não fossem tua fé e devoção, comiseração!
Meu anjo, meu escudo, minha oração viva, estrela guia,
obrigada por me devolver o arco-íris, antes desbotado,
poema mudo, fadado ao precipício, marasmo sem fim...
Teu amor é meu exemplo, flor divina, carmesim,
hoje sou feliz porque devolveste o melhor que havia em mim!


Sentimentos...

Postado: Daniele Dallavecchia On segunda-feira, março 21, 2011 4 Carinhos de Luxo



Hoje eu quero apenas a paz
que surge com a claridade do dia,
não quero pensar em mais nada
que me traga aflição ou nostalgia...
Tudo é tão simples,
mas vertiginosamente complicamos,
e para onde vamos,
quando o nó não se desata mais?
Um emaranhado de coincidências,
sempre procuramos um culpado...
Ah, cabeça! ah, pensamentos!
Ah, conclusões sem razão!
Hoje quero ficar sozinha!
Quero ser só coração,
quero navegar pelas águas calmas
da mais pura inocência...
quero nadar na emoção...
quero sensação... de luz!
Não vou mais ligar os pontos,
saber dos desencontros,
guardar os desencantos...
Meus sonhos são outros...
Não quero mais pranto,
não, não há mais espanto...
E é por isso que eu preciso de você,
porque o meu mundo se transforma
quando você canta para eu dormir,
quando ouço o ruído do teu sorriso,
quando você diz que se importa...
E nada mais há que me abale,
deixo tudo fora, do outro lado da porta.




Imagem de Luiz Sommervile Junior: http://amadrugadadasflores.blogspot.com/


Reino

Postado: Daniele Dallavecchia On segunda-feira, março 21, 2011 0 Carinhos de Luxo


























Não temo tuas idéias,
tampouco tuas ações desastrosas,
são piadas para todos,
teus passos tão desajeitados,
estás cega, logo no momento crucial
que devias enxergar.
Pára, anjo decaído!
Não percebes que a mim não atinges?
Ainda não descobriste de quem sou filha?
Quem me guia?
Tentas invadir meu reino,
destronar-me a qualquer custo,
ages com mentiras, jogos sujos,
inveja, falta de escrúpulos...
Ó, fera desalmada,
ainda me causa pena tua chaga...
Um só pedido e meu Pai
te arruinava,
te consumia no fogo...
Mas tenho suplicado a Ele
misericórdia,
quero ainda
que salves tua alma.
O fim está próximo, não vês?
Pára, Basta!
Deixe-nos em paz!
A tua luta é insana,
é guerra perdida,
gasto irracional de energia...
Somos príncipes de um reino,
cujo Rei é imortal...
Vais, corre e pede perdão...
ao meu Pai...
Pára, repara tuas ações,
a quantos corações
mais queres escurecer
com sangue impuro?
Quantas vergonhas
ainda queres espalhar?
Olha bem ao teu lado,
cura-te da cegueira,
o anjo está triste,
foi enviado para te cuidar e tu, egoísta,
só o fazes maltratar...
Desperdiças as bençãos
que alcançou, ingrata!
Pela autoridade
que meu Pai me concedeu,
eu te ordeno: FORA!
Saia dos arredores do nosso reino!
Pede misericórdia ao meu Pai
e deixa-nos em Paz!


Excessivamente Tua

Postado: Daniele Dallavecchia On domingo, março 20, 2011 2 Carinhos de Luxo


O sol acorda do seu descanso noturno
e me desperta para um novo dia,
tudo é calmo, belo; mas sinto-me sem rumo,
tenho tudo, mas você não está aqui, agonia!
Nada tem ou possui cor o suficiente,
nada parece-me realmente pleno,
embora tudo esteja em seu lugar, me vejo ausente
das coisas próprias que me são, tudo é pequeno!
Se teus olhos não me veem, perco-me de mim,
saio da minha órbita, fico sem direção,
você é a palavra que guia; meu tudo, meu sim...
um dia sem você já me abala todo o coração....


Notre vie

Postado: Daniele Dallavecchia On domingo, março 20, 2011 3 Carinhos de Luxo


Algumas vezes ouviremos
palavras frias,
para tentar nos derrubar,
mas elas não nos abalarão,
porque estamos juntos agora...
Todo o tempo haverão 
pessoas que irão nos criticar,
mas elas não nos alcançarão,
porque somos um só agora...
E a nossa felicidade
ainda há de incomodar
os duros e frios de coração,
que sempre tentarão nos provocar,
mas nosso escudo é oração,
maldade alguma nos tocará...
E no nosso dia-a-dia 
surgirão problemas
para nos desestabilizar,
mas não nos derrubarão,
porque o nosso amor
nos fortalecerá...
Por toda a nossa vida, 
armadilhas do destino 
irão nos provar,
mas se estivermos juntos, 
vivendo a mesma emoção,
nada, nunca mais
poderá nos separar...





E Deus te transformou no meu céu... (Eu e Ele)

Postado: Daniele Dallavecchia On sábado, março 19, 2011 1 Carinhos de Luxo
































EU:


Da pontinha dos cabelos, à ponta dos pés...
todo o corpo repousa sobre essa paz,
esse amor, esse ser maravilhoso que tu és...
Tudo o que me deixava triste agora jaz...

Abençoado ventre materno que te deu à luz,
abençoada destra paterna que te orientou,
sigo confiante os passos que você conduz,
abraço cada ensinamento que você mostrou...

Reta vou pelo caminho estrelado que se abre,
Seja Deus no céu e você na terra, meu amor...
A saudade agora é uma lembrança, souvenir...

Meu espírito contempla admirado cada milagre,
e não há mais aflição, desespero ou dor...
Fecho os olhos e agarro cada benção que surgir.


ELE:

"E Deus me transformou no teu céu.."

Deposito nas tuas mãos
todos os caminhos em que t´alcançei
todos as viagens em que te cruzei
todas as erratas em que (não) viajei
todos os atalhos e veredas com que me (de)parei
e até as asas que por os céus me ergueram a guarida
são tuas , minha querida ,
neste retorno em que a ti me entrego , desprego !
em todos os mares que nos conjugam , fluxo !
preia-(a)amar ... que regressa a dobrar a volta

Imagina uma onda chorando sobre uma estrela
pingando corais sobre a luz ...



Ele: http://amadrugadadasflores.blogspot.com/2011/03/e-deus-me-transformou-no-teu-ceu.html


Sonho...

Postado: Daniele Dallavecchia On terça-feira, março 15, 2011 5 Carinhos de Luxo


Um filme da minha vida passou por mim,
e relembro cada decisão, cada convicção,
a crítica chovia como tempestade a me consumir,
para cada não que saía reto da minha boca,
à tudo aquilo que não me servia...
me gritavam diga sim...
Mas você, meu amor, é a resposta de Deus
às minhas certezas tão mal acolhidas 
pelos meus,
é o ponto final ao mundo mais que racional,
é o arco-íris num dia cinza,
é a luz que veio para me iluminar,
é a vereda certa,
onde sigo sem me preocupar,
é o dia que nasce com os mais belos versos
pra me emocionar...
E é somente nos teus olhos que enxergo
o filho que ainda não tenho...
E eu me pergunto: 
como poderia a vida ser bela e tão maravilhosa,
se um dia eu não tivesse
visto de que livros são feitos a tua carne?...

(Porque você consegue realizar cada sonho meu,
antes mesmo de eu os sonhar...)






Duas Letras Apaixonadas

Postado: Daniele Dallavecchia On domingo, março 13, 2011 2 Carinhos de Luxo




Como poderia o meu coração,
negar a parte que o mantém,
se meu sangue te carrega
em mil partes dentro de mim,
se o teu nome é a oração
que me purifica a alma?

Como poderia a minha mão
acenar o adeus
quando sinto Deus
na vogal que antecede a consoante
e vibro no sagrado
da tua letra inicial ?



Dallavecchia & Sommerville


Te eternizando...

Postado: Daniele Dallavecchia On domingo, março 13, 2011 0 Carinhos de Luxo



O sorriso resplandescente
na face rosada e inocente
do ser puro, angelical!
feito do mais sublime amor,
lavando do pecado original
os seres que se uniram,
para a eternidade conjugal...
E pelo sentimento verdadeiro,
como benção divina,
permitido lhes foi
a benção de mais um herdeiro.


Você...

Postado: Daniele Dallavecchia On sábado, março 12, 2011 6 Carinhos de Luxo



Você é bem melhor do que um dia sonhei!
É tão lindo e incrivelmente maravilhoso,
meu amor, que eu te quero tanto e já nem sei
como acelerar os ponteiros deste relógio tão vagaroso...

De alguma forma eu já sentia o quanto valia à pena
cada luta por nós. O que passou, passou, acabou!
A vida nos reservou o Gran Finale, a melhor cena:
união perfeita dum céu que sempre nos apoiou!

Meu amado, meu tudo, melhor amigo e irmão,
apesar das rasteiras do destino, do ódio do inimigo,
Deus tem nos mostrado o quanto o mundo é bom,
e eu serei eternamente grata por você estar comigo.


Obrigada!

Postado: Daniele Dallavecchia On sexta-feira, março 11, 2011 5 Carinhos de Luxo


















Se  você soubesse, meu amor, 

quanto cada gesto teu me alcança,

ficarias surpreso com a altura em que

te coloquei no céu do meu coração!

Se você soubesse, meu bem,

o quanto teu carinho me alavanca,

ficarias surpreso em saber

o mundo que sonho pra você,

porque o teu amor tem sido 

a minha mais forte oração.  



Sine qua non

Postado: Daniele Dallavecchia On sexta-feira, março 11, 2011 1 Carinhos de Luxo




Admito que a minha persistência 
muitas vezes me fez sofrer,
mas devo reconhecer que 
foi através dela que consegui minhas maiores vitórias.
Nunca tive medo de lutar pelo que acredito,
nunca dei ouvidos à comentários mal (ditos),
e por conta das minhas crenças, também 
paguei caro: perseguições, inveja, dissabores.
É a vida, quem disse que ela é justa?
Mas o mais importante para mim,
é conseguir dormir o sono dos justos.
Não há preço que pague a paz de espírito de uma luta limpa,
uma luta interna, buscando sempre ser o melhor
para você e, como consequência, numa análise sincera,
ser o melhor para o teu próximo. 


Desencanto

Postado: Luíz Sommerville Junior On quinta-feira, março 10, 2011 0 Carinhos de Luxo

Coração sentimental, mero objeto
dum sistema carnal,vida sem teto,
luz vagando na escuridão mundana,
assim jaz o amor da raça humana...

Finda vida minha,deste vazio repleto,
e morra eu cá, na solidão, decrépito,
e já não vejo nas alturas, Oh Hosana!
Donde anda minha razão, mente insana?

Mares levam meus sonhos em ondas além,
ventos espalham restos perdidos de mim,
e o inverno habitou de vez meu peito...

Se ao menos houvesse mais alguém,
que ouvisse dos pássaros o canto sem fim,
talvez pudesse na dor do meu eu dar jeito...


Daniele Dallavecchia


Melhor de Dois

Postado: Daniele Dallavecchia On terça-feira, março 08, 2011 5 Carinhos de Luxo



Meus olhos contemplam
o interior dum violino arco do vento,
despertando a beleza do teu ser...
Corda a vibrar nas mãos em dueto , semelhante !
das coisas sobre o amor,
que eu gostaria de te dizer,
nestas linhas purificadoras, desconstruindo os traçados , antigos !
das palavras certas que não me encontram,
e neste novo edifício que aponta para o céu ,
num destino reconstruído d'oraçao ...
sigo à procura dum expressar desta paixão,
e é num rosto-fascínio de anjo,
sorrindo-me,
o mais próximo que posso ,
nesse teu porto de sonhos, nunca abandonados,
chegar...

A pureza deste sentimento que desejo,
o apertar irmão que é mais que toda a razão...
e não há distância
a rasgar o elo forjado no divino,
não existe pensamento,
alargado aos mares desta crença defensora do tu,
que me possam desviar desta certeza que tenho,
ou do método que destrói todas as incertezas...
Tu tens o dom de me fazer sonhar,
é o raio de luz alongado que me conduz ao encontro
de um mundo melhor,
galgado no centro da verdade
e renascido das nossas tempestades...
Alegria do meu dia que é teu,
e mesmo quando a esperança,
está por um triz,
teu nome me devolve à realidade,
tua aliança dourada no meu peito desenhada,
do sagrado que descobri...

infinito é o tempo que nos abriga,
finito é o tempo que nos separa...
infinito é o ar que em tudo nos une ...
finitas são as poeirinhas deste universo que nos oprimem,
sagrado é o manto que nos envolve
neste sudário da carne que nos redime ,
forte o escudo que nos protege,
indestrutível a casa que nos dá guarida
e abençoada a estrada que me levará ate você...


Dueto: Daniele Dallavecchia & Luiz Sommerville Junior


Nymphaea

Postado: Luíz Sommerville Junior On segunda-feira, março 07, 2011 0 Carinhos de Luxo





Nas reentrâncias da flor
a minha carne semeia
a chuva angélica
dos pequeninos olhos
que vingarão no corpo da seara
arco-íris de vitrais na ogiva
onde a luz se encontra com o confesso
espargindo sorrisos no teu hino de menina

são poemas atravessando a fronteira
em marcha de passos iluminados
no jardim que inspirando diamantes
é o centro-anel do meu alicerce

chove ...

incontável murmúrio de preces
e o pequeno universo
expande o lago do infinito





Luiz sommerville Junior , A Madrugada Das Flores , 070320110831


Amo-te

Postado: Luiz Sommerville Junior On segunda-feira, março 07, 2011 2 Carinhos de Luxo


Se eu fosse sagrado
como sagradas são as estátuas
diz-me , ó Rodin , 
para que é que eu te serviria ?


todavia contemplo-te
ó templo
onde o com me insere no tu
que és a boca
que eu ... 
beijo ... 


Luiz Sommerville Junior , 060320111111


Retrato

Postado: Daniele Dallavecchia On domingo, março 06, 2011 4 Carinhos de Luxo



Gentileza num sorriso de criança, paixão!
Poesia na cama, versos perfumados pela casa,
carinho, palavras doces, devoção...
Sensibilidade em cada gesto, olhar que embala
e me liberta da antiga e triste prisão...
Música na voz, som que me acalma,
ternura numa entrega sem restrição...

Rosto desenhado por artista divino, perfeição!
tez branca e serena, me alucina e encanta...
Meu olhar te consome em total admiração,
dono dum fogo que sempre me levanta...

Sacia minha fome, realiza meu desejo,
roça a barba na minha nuca,
me cobre o corpo com teus beijos,
me faz sonhar e, neste ensejo,
faz-me cada dia mais forte para a luta...

(Eis o retrato do homem que eu amo)

Daniele Dallavecchia


Pensamento...

Postado: Daniele Dallavecchia On sábado, março 05, 2011 2 Carinhos de Luxo



Dizem que o que sinto é ilusão,
surreal, que este amor é loucura,
mas não me convencem não,
os que fazem da vida eterna censura....

Dizem que um dia vou sofrer,
que o amor traz dor,
mas se eu tiver que morrer,
pois que seja no laço do teu amor...

Então, querido, te confesso,
nada do que dizem me fica impresso,
porque você é o melhor da vida,
minha dança, chegada e despedida..

E eu sempre farei o que você quiser,
enquanto eu viver, serei por você, sim!
E se o que temos é amor, venha o que vier,
Deus é por nós! Eu por você e você por mim.


Indivisíveis

Postado: Daniele Dallavecchia On sexta-feira, março 04, 2011 1 Carinhos de Luxo



Ó, pétalas de versos 
que me enfeitam os passos, 
duma estrada ladrilhada
com nossa história de amor,
onde nas reticências da tua ausência,
uni cada ponto até alcançar teu abraço...

Todas as lágrimas que derramei,
lavaram-me dos pecados do mundo,
conversão!
E nada mais há que nos abale,
posto que de diamantes cravejei,
em nossa aliança a palavra união.

Tua boca é o palco,
onde embalo na ponta dos pés,
um Beethoven inspirado...
e neste tablado em viés
entrego-me ao sabor apaixonado...

Ó Romeu de uma Julieta
que morre aos poucos
sonhando com os beijos
do ser mais que venerado...
Vê nosso jardim suspenso
como anda multicolorido?
São cometas e planetas
cortejando nosso céu florido...

E quanto mais vejo teu rosto,
mais dispara meu coração,
e não há no universo todo coisa alguma
que mais me cause gosto
comparado ao compasso,
de viver esta paixão...


Sorriso

Postado: Daniele Dallavecchia On sexta-feira, março 04, 2011 0 Carinhos de Luxo



O que me fascina?
A inocência e o sorriso de criança
que só você possui,
o amor puro que nos une,
as letrinhas eternas
que nunca se desgrudam,
a vontade de estar juntos,
mesmo quando o mundo
diz não...


Daniele Dallavecchia


O Último Paraíso

Postado: Filosofia Ágape On quarta-feira, março 02, 2011 3 Carinhos de Luxo


"Morning Has Broken"

Postado: Filosofia Ágape On quarta-feira, março 02, 2011 2 Carinhos de Luxo


E a pausa acontece…
envolvida pela alva neve que inunda de natais os homens
crescidos na suave lenda do beijo e do laço
- Oxigénio ?… E a cidade? -
Todos os duendes da tua presença me enlaçam
e acarinham o encantamento e fantasia deste instante
ó ! ó sim ! sou mortal…banal…nas palavras igual…
viajo na bendita passagem - o cume desta viagem !
ó meu poema fulgurante…
ó capacidade d´arrogar a soberania !
ouve-me ó feitiço…
o riso do teu rir é o poema do meu sorrir…
ó monte quase-natural
só tu és colossa !
ó prado pai do filho da montanha
ó dor da sensibilidade ! ...
ó devota criança do meu mapa
que pintas infâncias nos olhos de quem passa !
ah , libido da alvorada na minha modesta guarida ;
a abstração comigo em limpída água de noivada !
não, não sou devoto
sou-te terramoto ao centro do teu voto
ó invenção anónima em pátria universal
do fumo que abraço denso os momentos transpirados
tecto quente sem-dormente na Via-Láctea dos sentidos, gemidos ! …
prenhe o ventre que interrompe a surdez massiva…
moribunda a rua do esquecimento…a crónica do dia…
histórico e crónico recordado pelo fracasso do ignorado
a memória?!…
uivos loucos dos lobos roucos!…

Descortino a tua dialecta face…
entre o belicismo de tudo que te amordaça…
bandeira da neurótica frota , a psicose da derrota !
sim! sim,és o haver do meu sonho…
no cume dos Himalaias o compositor com sua batuta
dirige a música duma orquestra celestial
morada d´anjos e habitat dos soldados do céu
as batalhas que Deus nos deu !
abençô-o-te ó Virgem!…
que lançaste ao mar a estátua e o andor…
meu disco de toque e amor!
os teus lábios são o lar onde hei-de sempre habitar
minha melodia da sinfonia, meu embriagante anís
a marcha e o marchar , de raíz!

Agonia? manhã sem dia ?

ó meu silêncio de baixar a voz no modo e pessoa
que o Tu apregoa !
fidelidade e fé do meu mirante , amante perfumada
no bosque da santidade coroada
o poeta ?…
máscara colorida…rosto do ninguém…
escultura crua do perdido por alguém
ó pedaços de mim , despedaçados !
espalhados , em e por todos os lados !…
ó potência a esperninhar e explodir no crepúsculo
ó meu músculo !…
minha crista a levantar
no resumo do meu divagar
a esperança ?… certeza da dúvida predilecta !
meu vocabulário e corolário mais que belo…
eu te revelo !
dimensão exacta do meu espaço…
rasgando o teu tempo com o meu traço
ó minha abençoada sedução
meu tempo escorregadio no teu rio
ah , poética e desconcertante doçura , das palavras , as tuas !
ó meu vocabulário de romã ,
és manhã , 
ó manhã !
teu nome escrevo com tinta de lã …

"Morning Has Broken" ?



Luiz Sommerville Junior


Mon bébé

Postado: Daniele Dallavecchia On quarta-feira, março 02, 2011 2 Carinhos de Luxo